Prefeitura de São Luís segue com a vacinação contra a Covid-19 em acamados

Foto: Divulgação

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), segue com a vacinação contra a Covid-19 para idosos, pessoas acamadas e com dificuldade de locomoção. Na sexta-feira (9), as equipes de imunização da Semus fizeram a aplicação da 1ª e 2ª dose da vacina nos bairros Vila Embratel, Anjo da Guarda, Coroadinho e Caratatiua.

O secretário da Semus, Joel Nunes, destaca que a vacinação deste público-alvo, tem sido realizada desde o início da campanha de vacinação, e integra uma das principais ações da gestão do prefeito Eduardo Braide.

“A vacinação deste público-alvo é uma das estratégias pensadas pela Prefeitura de São Luís, na gestão do prefeito Eduardo Braide, para atender exclusivamente aqueles idosos ou pessoas que possuem alguma comorbidade ou dificuldades de locomoção e que, por esse motivo, não têm condições de se dirigir a um dos pontos de vacinação do município”, reforçou o secretário.

Até o momento, as equipes de vacinação domiciliares da Semus já aplicaram 1.974 vacinas – referentes à 1ª dose e 1.437 imunizantes – de 2ª doses, em pessoas acamadas em diversos bairros da capital maranhense. Estão recebendo as vacinas em casa, pessoas que já estão cadastradas na plataforma #VacinaSãoLuís e solicitaram o atendimento domiciliar, devido ao fato de não terem condições de se deslocar até os locais de vacinação.
 
Foto: Divulgação

Aos 80 anos, Algecira Pereira Ramos, moradora do Coroadinho, foi vacinada em casa com a 2ª dose da vacina contra a Covid-19. Com dificuldades de locomoção e deficiência mental, ela recebeu com alegria a equipe de vacinadores.

“Eu acho muito importante esta ação. E a minha mãe já está de idade, então seria muito difícil ter que levar ela nos pontos de vacinação nessas condições ou ter que enfrentar filas. Por isso, eu agradeço muito a vacina ter chegado até aqui, ficamos muito feliz”, disse Selma Barros Rios, filha da idosa. Após a aplicação das doses, as enfermeiras e técnicas de enfermagem da Semus reforçam as orientações para o monitoramento dos sintomas pós-vacina, que são muito importantes para garantir a imunização esperada. Ao todo, cinco equipes da Semus foram mobilizadas para realizar a vacinação domiciliar.

Entre os principais cuidados, está a utilização de compressas frias no local de aplicação para alívio de possível dor e inflamação; não aplicar qualquer produto sobre o local de vacinação como cremes, pomadas e outros, bem como não fazer curativos. Além disso, não ingerir bebida alcoólica nas próximas 72 horas e em caso de febre alta, fazer uso de um antitérmico.

José Joaquim Soares, de 64 anos, também foi um dos idosos acamados que recebeu a 2ª dose da vacina contra o novo coronavírus. O idoso, que tem dificuldades de locomoção devido a uma queda, recebeu a dose dos vacinadores com muita comodidade e segurança em sua casa, no bairro Coroadinho.
 
Foto: Divulgação

Em todas as residências, as equipes de vacinadores da Semus têm sido recebidas com muita alegria pelos familiares e pacientes.

“Eu fico muito feliz com o carinho das pessoas em todas essas ações coordenadas pela gestão do prefeito Eduardo Braide. Nós estamos vacinando pessoas que realmente necessitam de um cuidado, atenção e desse acompanhamento diário. É uma grande satisfação para todos nós da Saúde estar podendo contribuir com esse momento”, afirma Antônia Silva da Silva, enfermeira da Semus.

O idoso Virissímo Muniz, de 94 anos, morador do Caratatiua, recebeu, pela primeira vez, a 1ª dose da vacina contra a Covid-19. Com alegria, a companheira dele, Ana Maria Muniz, reforçou a importância da vacinação contra o novo coronavírus e agradeceu à equipe de vacinadores pela comodidade e segurança durante a aplicação.

“Fico muito feliz que a vacina tenha chegado até aqui. Meu esposo, infelizmente, não tem condições de se deslocar até o local de vacinação e por isso, nunca conseguimos levar ele para se vacinar. Mas, com a vacinação chegando até a nossa casa, é uma esperança para dias melhores. Agradeço muito à Deus e à Prefeitura por isso”, disse.




Agência (SECOM)

Comentários