5.000 moradores de São Luís serão contemplados no último sorteio do Minha Casa Melhor

O recurso é entregue em casa para os sorteados. Equipes do Corpo de Bombeiros fizeram a distribuição dos cartões do Minha Casa Melhor em todas as regiões do Maranhão (Foto: Divulgação)

A equação é simples: um cidadão de baixa renda é sorteado e recebe R$ 600,00 para adquirir móveis, eletrodomésticos, utensílios para o lar ou gás de cozinha. Os itens devem ser comprados apenas em lojas cadastradas onde o beneficiário reside. Ou seja, o sorteado leva mais qualidade de vida para o seu lar, ao mesmo tempo em que colabora com o aquecimento do comércio na sua cidade. Essa é a matemática social e econômica do programa Minha Casa Melhor, estratégia adotada pelo Governo do Maranhão para atenuar os impactos sociais e financeiros da pandemia da Covid-19. No próximo sábado (28), será realizado o último sorteio do programa, beneficiando 5.000 famílias de baixa renda que residem em São Luís.

Com o sorteio de moradores da capital maranhense, o Minha Casa Melhor vai atingir sua meta central: garantir auxílio financeiro a pessoas em situação de vulnerabilidade social nos 217 municípios maranhenses.

“Esse tem sido o compromisso do nosso governador Flávio Dino, sobretudo para salvar a vida das famílias maranhenses diante desse cenário difícil que vivemos de pandemia”, pontuou a secretaria adjunta de Governo (Segov), Cricielle Muniz, coordenadora do Minha Casa Melhor.

Com investimento global de R$ 27 milhões no sorteio para moradores da cidade de São Luís, o Minha Casa Melhor vai alcançar a marca de 45.000 pessoas beneficiadas com cartões do programa.

Outro aspecto positivo é que as compras com o cartão do Minha Casa Melhor são realizadas em estabelecimentos comerciais previamente cadastrados no site do programa (minhacasamelhor.ma.gov.br) e o dinheiro utilizado nos cartões vai direto para a conta dos lojistas.

“Nesta semana, teremos o último sorteio do Programa Minha Casa Melhor. Beneficiamos os lares de 45.000 famílias. E colocamos R$ 27 milhões para girar nos comércios das cidades, com as compras realizadas pelos beneficiários”, anunciou o governador Flávio Dino, em suas redes sociais.

Desde que foi lançado, em março deste ano, o programa Minha Casa Melhor surgiu como uma oportunidade única para milhares de maranhenses de todas as regiões do estado.

Oportunidade

Sem exigência de cadastro ou inscrição para o recebimento do benefício, o Minha Casa Melhor contemplou de forma automática, milhares de pessoas de baixa renda inscritas no CadÚnico [Cadastro Único do Governo Federal para Programas Sociais].

Uma das contempladas foi Lurdinez Ferreira da Silva, moradora do isolado Povoado Canto, localizado na Ilha de Curupu, território a 12 km da sede do município de Raposa. Lurdinez sequer imaginava que estava apta a participar dos sorteios do Minha Casa Melhor quando soube que havia sido contemplada. Na época, ela comemorou a possibilidade de finalmente trocar de fogão.

“Tô feliz por ter recebido esse cartão, vou comprar um fogão que eu estava precisando. Estou muito feliz por ter sido contemplada. Agradeço ao nosso governador Flávio Dino”, festejou.

Como é de praxe desde a primeira rodada do programa, o último sorteio do Minha Casa Melhor será transmitido ao vivo pelo programa Daqui, da TV Mirante, e por meio das redes sociais do Governo do Maranhão.

Comentários