Bolsonaro diz que gasolina e gás estão baratos, apesar de preço nas alturas


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a afirmar que a gasolina e o gás de cozinha no país estão “baratos”. Em conversa com apoiadores na volta ao Palácio do Alvorada, no fim da tarde de ontem, Bolsonaro disse que a população precisa entender como é a formação do preço desses itens antes de criticar o governo federal.

Levantamento da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) mostra que o preço da gasolina já passa dos R$ 7 por litro nos postos do Acre e o custo do botijão de gás de 13 kg já chega a R$ 100 na região Norte.

A gasolina está barata, o gás de cozinha está barato. O pessoal tem que entender a composição do preço, senão acabam me culpando por tudo o que acontece no Brasil. Jair Bolsonaro, em conversa com apoiadores “A gasolina está barata, o gás de cozinha está barato. O pessoal tem que entender a composição do preço, senão acabam me culpando por tudo o que acontece no Brasil”, afirmou.

Bolsonaro tem alegado que a gasolina e o gás de cozinha estão baratos porque saem das refinarias da Petrobras com preço bem menor do que o cobrado do consumidor final. O que os encarece, segundo o presidente, são as outras etapas, como transporte, margem de lucro das empresas e o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços), recolhido por estados.

Porém, não faz sentido considerar o preço desses itens nas refinarias para dizer que eles estão baratos, pois não é possível o consumidor comprar gás e gasolina direto da Petrobras. Da mesma forma, o consumidor não compra alimentos direto do produtor e o que vale é o preço que ele paga nos supermercados.

Segundo dados do IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo 15), divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o preço da gasolina acumula alta de 39,52% nos últimos 12 meses nos postos do país.



Fonte: Economia.uol.com.br

Comentários