Governo do Maranhão admite 2 mil jovens no programa Agente Jovem Ambiental

Dois mil jovens foram admitidos no programa ambiental (Foto: Brunno Carvalho

O governador Flávio Dino conduziu cerimônia de assinatura do termo de admissão dos dois mil jovens do programa Agente Jovem Ambiental, nesta segunda-feira (9), no Palácio dos Leões. O programa estadual vai oferecer bolsas de R$ 250 reais durante 12 meses a jovens maranhenses em todos os 217 municípios. O foco é incentivar e promover a atuação juvenil na preservação e conservação ambiental.

O governador Flávio Dino contextualizou que a Amazônia é decisiva para a segurança climática do mundo. “O Brasil tem sido cada vez mais demandado para que os serviços ambientais do ecossistema sejam mantidos e ampliados. É nosso dever fazer este papel, mas, ao mesmo tempo, também exigir que o mundo e investidores privados, nacionais e internacionais, ajudem a Amazônia, com apoio a projetos de bioeconomia, economia verde, para que as pessoas possam viver de forma sustentável”, pontuou.

Flávio Dino destacou o significado da iniciativa ambiental do Governo do Estado. “O programa Agente Jovem Ambiental, assim como o Maranhão Verde, outro importante de apoio financeiro às comunidades rurais do Maranhão, se insere nesse esforço, de que o Maranhão, como integrante da Amazônia Legal, ajude, para que essa região imprescindível para o mundo consiga ser valorizada e cumprir sua função única neste contexto tão desafiador que a humanidade atravessa”, reiterou.

O programa inclui formação e, então, os jovens passam a atuar na promoção de ações socioambientais em suas localidades. Para isso, os selecionados receberão um auxílio financeiro mensal no valor de R$ 250 durante 12 meses. O programa também ofertará camisa e certificados. O Agente Jovem Ambiental é coordenado pela Escola Ambiental e executado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA).

“Mais uma ação efetiva em torno do meio ambiente e que tem como finalidade, conscientizar a população e fazer essa municipalização cada vez mais eficaz, para diminuir os impactos socioambientais. Esse projeto visionário do governador Flávio Dino é justamente para que os jovens possam atuar nas peculiaridades dos seus municípios. Um projeto que mostra que o Maranhão não tem só o diálogo, mas a concretização das ações em nosso estado”, frisou o titular da Sema, Diego Rolim.

A coordenadora da Escola Ambiental, Cricielle Muniz destacou ser “um programa revolucionário, criado pelo nosso governador Flávio Dino, para proporcionar inclusão social e ambiental de jovens, em todos os municípios, para atuar em projetos socioambientais e lutar por um Maranhão mais sustentável. Ainda, garantir a renda e permitir que estes jovens estejam mais focados na agenda ambiental do Maranhão”.

Governador conduziu a assinatura da admissão dos agentes jovens ambientais (Foto: Brunno Carvalho)

Para os contemplados no programa, a oportunidade representa um contribuinte para um futuro melhor. “O programa será muito importante para incluir jovens e isso representa o futuro de São Luís. Vamos aprender as práticas corretas e fazer o melhor para o meio ambiente. Um aprendizado que será muito bom para nós”, avaliou o estudante Ítalo da Silva, 18 anos.

“Achei interessante, pois, além de ajudar outras pessoas a preservar o meio ambiente, vamos contribuir para manter espaços da nossa cidade, a exemplo do Parque Rangedor. Tenho formação em Técnica de Meio Ambiente e por isso me inscrevi e achei legal a proposta do programa”, citou a Emmylle Pinheiro, 20 anos.

Presentes no evento, a prefeita Paula Azevedo (Paço do Lumiar); Marcela Galvão (de Governo), Tatiana Pereira (da Juventude); o reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Gustavo Pereira; o presidente do Fórum Estadual de Educação Ambiental do Maranhão, Sálvio Dino Júnior; e agentes jovens ambientais, representando os contemplados.

Comentários