Governo inicia aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 em gestantes e puérperas

Rayla Sampaio retornou ao posto de vacinação para a segunda dose (Foto: Ruy Barros)

“Vim me imunizar hoje pensando no bem-estar do meu filho e em toda a responsabilidade que tenho com ele”, afirma Rayla Sampaio, 29 anos, que nesta terça-feira (3) retornou ao posto de vacinação do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), no Anil, o antigo Cintra, para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

A terapeuta ocupacional, que é mãe do Pedro Augusto de apenas um mês de vida, comenta ainda sobre a importância de tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19. “Tomei a primeira dose como gestante e hoje vim concluir o meu ciclo de imunização. Para que meu filho esteja protegido, eu também preciso estar”, diz Rayla.

Assim como Rayla, outras mulheres, gestantes e puérperas, que tomaram a primeira dose no Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), no Anil, o antigo Cintra; e na Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão (Macma), já estão retornando para tomar a segunda dose contra a Covid-19 e completar o esquema vacinal.

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Tayara Pereira, destaca que é importante verificar no cartão de imunização a data de aplicação da segunda dose e se dirigir ao ponto de vacinação da primeira dose para a conclusão do esquema vacinal, importante tanto para a mãe, quanto para o bebê.

“Lembrando que as gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (Cejol), no Canto da Fabril, ou em outras maternidades da rede estadual na capital, podem se dirigir ao posto do Cintra/Iema para a aplicação da segunda dose”, complementa a superintendente Tayara Pereira.

Gestantes e puérperas também procuraram o posto de imunização da Macma para a conclusão do esquema vacinal com a segunda dose da vacina da Pfizer. Uma delas foi a estudante Jardy Elen Câmara, de 27 anos, que está grávida de 8 meses da Maria Alice. “Agora estou mais aliviada, pois além de me proteger sei que estou protegendo o meu bebê, já que ele também recebe a imunidade”, comemorou.

O posto de vacinação do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), no Anil, o antigo Cintra, funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 16h e aos sábados de 8h às 12h. Já o posto de vacinação da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão (Macma), situado no bairro da Cohab, funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 16h.

Comentários