Vereador é acusado de estuprar menino de 6 anos em sua residência; entenda!

Vereador nega as acusações e diz que está sendo extorquido (Foto: Reprodução)

Os pais de um menino de 6 anos registraram boletim de ocorrência contra o vereador Zeca Abdon (PP), apontando o parlamentar como responsável pelo estupro da criança, que teria ocorrido dentro da residência do político, de 75 anos, em Macapá.

Em nota, a assessoria jurídica do vereador negou as acusações e completou que Abdon não estava na casa no momento em que teria acontecido o suposto crime, na quinta-feira (29).

O caso é investigado pela Delegacia de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (Dercca). De acordo com o delegado Ronaldo Entringe, os pais foram ouvidos e a criança foi submetida a exames. A Dercca aguarda o resultado do laudo médico.

"Estamos investigando. Já ouvi o pai, já ouvi a mãe, e o pai e a mãe disseram que houve o abuso sexual. A criança não é ouvida nesse caso, a gente tenta ao máximo não expor. Falta agora só ouvir o vereador", detalhou Entringe.

O delegado informou que a assessoria jurídica de Abdon procurou a delegacia e foi agendada a data para que o vereador também seja ouvido.

No boletim de ocorrência, os pais da criança relatam que o menino de 6 anos sempre frequentava a residência do vereador e que a mãe vendia lanches próximo da casa.

Ainda de acordo com o documento, na quinta-feira, o menino foi ao local por volta das 10h e retornou cerca de 2 horas depois. Nesse período, segundo o boletim, família alega ter acontecido o crime.

No relato à polícia, os pais contam que perceberam que a criança estava triste e abatida. Ao perguntarem o que havia acontecido, o menino relatou o abuso.

Na nota à imprensa, a assessoria de Abdon relatou que o vereador estava recebendo ameaças de extorsão por parte do pai da criança e que eles eram conhecidos de "longa data". Veja abaixo o posicionamento na íntegra:

Sobre as acusações ao Vereador Zeca, a Assessoria Jurídica do parlamentar esclarece:

1- Antes mesmo das acusações, o parlamentar já havia registrado Boletim de Ocorrência por tentativa de extorsão por parte do pai da suposta vítima;

2- A família é conhecida do vereador de longas datas, inclusive participaram da campanha para eleições municipais;

3- O parlamentar estava sendo pressionado pelo pai da criança para comprar uma moto, fato comprovado por testemunhas;

4- O circuito interno de câmeras de segurança mostra que o vereador não estava na residência momento em que é relatado o fato;

5- Na quinta-feira (29), o vereador esteve em atividade parlamentar na Prefeitura de Macapá no período da manhã. Já no período da tarde, Zeca esteve reunindo com parentes e, depois, seguiu até uma delegacia no bairro Perpétuo Socorro, onde foi solicitar apoio para recuperar uma voadeira que havia sido furtada, posteriormente encontrada. Inclusive, neste dia contou com apoio de uma equipe da Força Tática e Bope, e, somente às 17h retornou para sua residência;

6 – O vereador Zeca tem a consciência tranquila e está à disposição de seus pares e demais autoridades para prestar quais quer esclarecimentos. Também já tomou as providências legais para que os fatos sejam devidamente esclarecidos.


7 – Por fim, Zeca reforça compromisso de trabalhar pelo povo de Macapá e agradece o apoio dos familiares e amigos na certeza de que a imprensa e sociedade não farão nenhum julgamento antecipado.




As informações são do G1 Amapá.

Comentários