Auxílio Emergencial: novo lote de aprovados tem 1.125 beneficiários

Divulgação


O governo vai pagar o Auxílio Emergencial para 1.125 trabalhadores que foram aprovados após análise de pedidos de contestação. O valor total do repasse para esse público é de R$ 204 mil.

Os resultados estão disponíveis no site: https://consultaauxilio.cidadania.gov.br.

Os trabalhadores que tiveram o auxílio cancelado na revisão mensal de setembro ou que ficaram inelegíveis no novo lote divulgado terão até as 23h59 de segunda-feira (27) para contestar a decisão. O objetivo é permitir que essas pessoas tenham uma nova análise com bases mais atualizadas de seus dados.

Como fazer a contestação

Mensalmente, os CPFs dos beneficiários passam por análises para conferir se atendem aos critérios previstos na lei para continuar recebendo o Auxílio Emergencial. Quem teve o pagamento suspenso deve solicitar a contestação pelo site do Ministério da Cidadania.

Para contestar a não aprovação do benefício, o cidadão deve informar os dados de identificação e clicar na aba correspondente ao Auxílio Emergencial 2021. Depois é preciso verificar o resultado do processamento e clicar no botão “Solicitar contestação”.

Para contestar o cancelamento, após ingressar com os dados de identificação e clicar na aba correspondente ao Auxílio Emergencial 2021, a pessoa deve verificar a situação das parcelas, depois clicar no ícone de "informação" para exibir o detalhamento do motivo do cancelamento. Após esse processo, o requerente deve clicar no botão: “Contestar”. A partir daí, precisa aguardar até que seja realizada uma nova análise da situação do benefício.

Se a razão que motivou o indeferimento ou cancelamento permitir contestação, o registro do cidadão será reanalisado pela Dataprev e o trabalhador poderá se tornar elegível ou voltar a receber, caso seja aprovado o pedido.

Sexta parcela

Além dos beneficiários do Bolsa Família, que recebem conforme o calendário habitual do programa – em setembro o pagamento teve início no dia 17 –, a sexta parcela do Auxílio Emergencial já está sendo paga aos demais trabalhadores que se inscreveram pelos meios digitais ou que integram o Cadastro Único.

As transferências da sexta parcela para este público vão de 21 de setembro a 3 de outubro, enquanto os saques serão realizados de 4 a 19 de outubro. Já o pagamento da sétima parcela vai de 20 a 31 de outubro, com saques no período de 1 a 19 de novembro.

O Auxílio Emergencial 2021 é limitado a uma pessoa por família. Mulher chefe de família monoparental tem direito a R$ 375, e indivíduo que mora sozinho (família unipessoal) recebe R$ 150. A cota para os demais é de R$ 250.




Fonte: G1


Comentários