Acusado de matar mãe e filha após suposta 'feitiçaria' é condenado a 33 anos de prisão, em São Luís


Fachada do Fórum Desembargador Sarney Costa em São Luís — Foto: Foto: Divulgação


O 4º Tribunal do Júri de São Luís condenou um homem que matou duas mulheres, mãe e filha, em São Luís, no dia 16 de março de 2015, no bairro Sol e Mar. O motivo seria que elas teriam feito uma 'feitiçaria' contra sua namorada.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Leonardo cometeu o crime com a ajuda de quatro adolescentes (dois meninos e duas meninas), no interior da casa de Raimunda Vânia Araújo e Patrícia Araújo Castro, que eram mãe e filha. Patrícia, inclusive, também estaria tendo um relacionamento com Leonardo.

No dia do crime, foram levados cordas, mochila, facas, luvas e uma arma de fogo. O pai de Patrícia e marido de Raimunda, Pedro da Conceição Castro, também acabou esfaqueado ao tentar salvar as vítimas, mas acabou sobrevivendo.

O julgamento do crime aconteceu nesta quarta-feira (13) e foi presidido pelo juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior. Na sentença, Leonardo dos Santos dos Passos foi condenado a 33 anos de prisão por crimes de homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, asfixia e mediante recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

Após o julgamento, Leonardo foi levado para a Penitenciária de Pedrinhas, onde já estava preso.




Fonte: G1 MA

Comentários