Prefeitura de São Luís segue prestando assistência às famílias que residiam sob a Ponte José Sarney, no São Francisco

Foto: @Divulgação

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), reuniu, na última quarta-feira (24), no Território 5 - Centro de Referência de Assistência Social (Cras) - São Francisco, as famílias que residiam embaixo da Ponte José Sarney e que foram assistidas com o Benefício Eventual de Moradia.

No total, 48 famílias foram contempladas com a primeira parcela do benefício, em novembro. Durante o encontro, foram distribuídas cestas básicas e materiais de higiene e limpeza, doados em parceria pela Legião da Boa Vontade (LBV)

De acordo com a coordenadora do Cras São Francisco, Catiane Sousa, as famílias receberam informações acerca do Benefício Eventual de Moradia.

“Nós precisamos intensificar todas as informações a respeito do benefício como prazos, exigências e legislação. Além disso, também conversamos sobre a necessidade de serem apresentados os contratos de aluguéis e recibos de pagamento dos imóveis alugados, pois essa é uma das formas de certificarmos que os recursos recebidos da Prefeitura foram direcionados para o objetivo, que é de prestar assistência a esses moradores”, explicou a coordenadora do Cras São Francisco. Para fazer o acompanhamento, o Cras realizará, mensalmente, reuniões com as famílias.
 
Foto: @Divulgação

Adeilton Dias, 37 anos, desempregado, residia embaixo da ponte há cerca de dois anos. Ele é uma das pessoas que já alugou um espaço.

“As pessoas que trabalham no Cras têm nos atendido em todas as solicitações que podem e estão nos dando o apoio possível. Eu estou muito bem por ter conseguido um novo local para morar”, disse Adeilton.

Ações da Semcas


Em agosto, a Semcas identificou 60 famílias residindo sob a ponte. A partir daí, iniciou um acompanhamento que incluiu a solicitação das documentações para inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), distribuição de 80 cestas básicas e ainda Benefícios Eventuais por Nascimento (enxovais).

As famílias acompanhadas que demonstraram interesse foram inseridas na oficina sobre empregabilidade promovida pela Semcas e aqueles que não concluíram o ensino fundamental ou médio estão sendo encaminhados para as escolas de referência.

No dia 5 de novembro, 26 barracos da localidade foram destruídos por um incêndio no local. Na oportunidade, a Semcas ofertou acolhimento nas unidades mantidas pela Prefeitura, o que não foi aceito pelas pessoas que perderam suas residências. Na ocasião, foram distribuídas 60 cestas básicas para todas as famílias acompanhadas.

À medida que as documentações foram sendo entregues e abertas as contas nas agências bancárias, a secretaria pôde dar sequência para inserção no Benefício Eventual de Moradia. A Semcas aguarda a conclusão desse processo pelas demais pessoas para inclusão no benefício.

Comentários