Josimar do Maranhãozinho é acusado de peculato e lavagem de dinheiro pela PF

Relatório da PF diz que Josimar do Maranhãozinho (PL) desviou verbas públicas. (Foto: Atual7)


Uma investigação da Polícia Federal aponta o deputado federal Josimar do Maranhãozinho (PL), como a peça chave de um suposto esquema envolvendo o desvio de verbas destinadas a emendas parlamentares para municípios do Maranhão.

No relatório apresentado semana passada ao STF (Supremo Tribunal Federal), os investigadores da PF consideram que Josimar cometeu os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O documento foi enviado ao ministro Ricardo Lewandowski, relator do inquérito na corte suprema. A investigação corre sob sigilo.

Em dezembro deste ano, o deputado federal do Partido Liberal, legenda do presidente Jair Bolsonaro, apareceu em imagens manuseando dinheiro que, segundo a Polícia, seria produto direto do esquema envolvendo emendas parlamentares, que deveriam ser destinadas à Saúde no Maranhão.

Vídeo mostra deputado Josimar manuseando dinheiro que seria público. (Foto: Reprodução/Crusoé)

O flagrante aconteceu em outubro do ano passado, no escritório do político na capital São Luís, em vídeo divulgado pela revista Crusoé. As cenas foram captadas por uma câmera de vídeo instalada pelos policiais federais após autorização judicial.

Como funciona o esquema


De acordo com as investigações, Josimar do Maranhãozinho receberia o dinheiro desviado ao destinar recursos de emendas parlamentares para os Fundos Municipais da Saúde, sempre em municípios controlados por aliados políticos.

Após receber o montante, os prefeitos contratavam empresas ligadas a Maranhãozinho, algumas em nome de “laranjas”, e outras de propriedade do deputado, como a Águia Farma Distribuidora de Medicamentos Ltda. Depois, parte do dinheiro era devolvido em espécie para Josimar. Estima-se que a fraude pode ter gerado prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos.

Em outubro, o Ministério Público do Maranhão também fez buscas na casa do deputado, justamente pra verificar fraudes em licitações envolvendo empresas em seu nome. Foram cumpridos mais de sessenta mandados de busca e apreensão.

Operação realizada no dia 6 de outubro na casa de Maranhãozinho. (Foto: Divulgação/MP-MA)
Quem é Josimar do Maranhãozinho


Josimar é pré-candidato ao governo do Maranhão pelo PL. Ele também é presidente estadual do Partido Liberal, no qual estão filiados o presidente Jair Bolsonaro e seu filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro. Nacionalmente, o Partido é comandado por Valdemar Costa Neto, condenado no escândalo do mensalão.

Em nota enviada via assessoria, o deputado afirmou que “sempre se colocou à disposição dos órgãos de apuração, sendo certo, ainda, que sua conduta sempre foi pautada na legalidade”.


Fonte:Oimparcial 

Comentários