Bebê de 6 meses é envenenado e suspeito é preso no Maranhão

Foto ilustrativa


Um bebê de apenas seis meses foi envenenado em Magalhães de Almeida, 415 km de São Luís, e o suspeito do crime foi preso.

Segundo a mãe do bebê, que prefere não se identificar, um pó, que logo após foi confirmado ser chumbinho, foi encontrado próximo da criança. “Quando eu cheguei lá fora, o Gael chorou. Só que ele estava dormindo bem. Quando ele chorou, que eu volto, ele estava acordado e vi um pó preto nele tipo café, só que não era café, era tipo granulado. Então eu fui lá, lavei ele, só que tinha um cheiro estranho. Levei ele para o hospital e o rapaz falou que parecia chumbinho”, contou.

De acordo com a Polícia Civil, que apura o caso, primeiro o bebê foi levado para um hospital em Magalhães de Almeida. Como o estado de saúde piorou o bebê foi transferido para Parnaíba, onde está internado.

Na unidade hospitalar os médicos constataram que a substância no nariz da criança era veneno. O menino está em coma depois de ter sido diagnosticado com a Covid-19.

Segundo a polícia, o principal suspeito do envenenamento é o ex-marido da mãe da criança, que mesmo depois da jovem ter se separado, iniciado uma nova relação e engravidado novamente não aceitava o fim do casamento.

O homem, que não teve a sua identidade revelada, foi preso pela Polícia Militar e encaminhado para a Delegacia de Chapadinha, na região do Baixo Parnaíba, onde foi autuado em flagrante.

O delegado Alex Rêgo, afirmou que uma testemunha viu o suspeito sair da casa da mãe do bebê no dia em que ele foi envenenado. “A criança é fruto de um relacionamento extraconjugal. Então isso seria em tese o motivo que levou o suspeito a envenenar o bebê. Ele negou que tivesse envolvimento, mas tem testemunha que disse que viu ele se evadindo do local pelos fundos da residência da mãe da criança e em razão disso foi feito o flagrante e foi homologado pelo poder judiciário”, disse.






Fonte:G1


Comentários