Deputada Daniella Cunha emite nota negando relação da família com carro apreendido


A deputada estadual Daniella Cunha emitiu uma nota oficial nesta quarta-feira (19) negando que a apreensão feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), da quantia de R$ 575 mil nesta terça-feira (18) em um veículo durante abordagem em Peritoró, tenha relação com a sua família. (CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA DEPOIS DA MATÉRIA)

A relação foi feita após a divulgação da informação de que o veículo, um Toyota Corolla, onde foi encontrado o dinheiro, está no nome da mãe da parlamentar, Zarle Jadão Meneses.

No comunicado, ela confirmou que o carro ainda está em nome da mãe, mas garantiu que já foi vendido a um terceiro, faltando apenas trâmites para a transferência.

Dois homens que estavam no veículo no momento da abordagem, foram conduzidos à sede da Polícia e não foi divulgada maiores informações sobre a origem do dinheiro.
 


APREENSÃO

A apreensão do carro aconteceu por volta das 11h30 no km 423 da rodovia federal, durante uma fiscalização de rotina, segundo a PRF. Dentro do veículo haviam duas pessoas, que demostraram nervosismo e falas descontextualizadas durante a abordagem policial.

Ao fazer a abordagem no veículo, foi encontrada a quantia de R$ 575.860 em espécie, entre notas de R$ 200,00; R$ 100,00; R$ 50,00; R$ 20,00; e R$ 10,00. Todo o dinheiro estava escondido em sacos e mochilas no banco traseiro e no console central do veículo.

Nota da deputada Daniella Tema

"Em razão da repercussão do caso envolvendo apreensão de um veículo e recursos financeiros supostamente irregulares, executada pela Polícia Rodoviária Federal, na cidade de Peritoró, e relacionada de maneira enganosa ao nome da deputada estadual Daniella, a assessoria da parlamentar esclarece: A parlamentar não tem qualquer relação com o veículo apreendido e tampouco com os valores que teriam sido encontrados durante a abordagem realizada pela PRF. Após ter conhecimento sobre a suposta relação de propriedade entre o veículo e sua mãe, Zarle Jadão, a deputada tratou de apurar imediatamente os fatos e foi comunicada de que o veículo havia sido vendido recentemente pela sua família e que o processo de compra e venda do mesmo seguiu todos os trâmites legais do processo. Como a venda do veículo foi feita recentemente pela família da deputada, o mesmo ainda está em nome da sua mãe, posto que ainda encontra-se no prazo legal de transferência previsto no Código de Trânsito Brasileiro. Ao contrário do que foi noticiado de maneira irresponsável por alguns meios de comunicação, a parlamentar informa que sua mãe não estava no veículo durante a abordagem e que se encontra desde o último domingo (16) em sua residência, na cidade de São Luís, acompanhada por amigos e familiares. Cumpre dizer que a deputada Daniella é detentora de conduta ilibada, que conduz seu mandato com muita responsabilidade e transparência. Cabe ressaltar, ainda, que a deputada nunca teve qualquer indício de irregularidade em sua legislatura e lamenta ao mesmo tempo que repudia a conduta de perseguição praticada pela mídia patrocinada por seus opositores. Por fim, a parlamentar reforça que já se colocou à disposição dos órgãos competentes para qualquer tipo de esclarecimento sobre o fato".





Fonte: Central de Notícias 


Comentários