Palmeirenses que espancaram e mataram corintiano são condenados

Reprodução

São Paulo – Os quatro acusados pela morte um torcedor corintiano, com golpes de barra de ferro, foram condenados a 24 anos de prisão em regime fechado.

O crime ocorreu em 17 de setembro de 2016 em Itapevi, na Grande São Paulo. Na ocasião, a vítima, Daniel Jones Veloso (foto em destaque), de 22 anos, que pertencia à torcida organizada Gaviões da Fiel, foi atacado por integrantes da Mancha Alviverde, torcida organizada do Palmeiras.

Daniel Cândido da Silva, Jose Alex Sandro da Silva Júnior, Jefferson Paulo da Silva e Wesley Ramos Dantas Lopes, os quatro acusados, receberam a sentença nessa quarta (26/1) em julgamento no Fórum de Itapevi. Foram condenados por homicídio qualificado por motivo torpe e emboscada.

Kaio Robério Gomes Barbosa, o quinto acusado pelo crime, não foi para o banco dos réus. Sua defesa alegou que ele não poderia comparecer ao júri. Ele será julgado separadamente em outra data.

Daniel Veloso, segundo relato do Ministério Público, foi cercado e espancado com barras de ferro pelos acusados quando voltava de uma partida entre Corinthians e Palmeiras, disputada na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste da cidade.

Ele acabou sendo atingido com diversos golpes na cabeça.

Ainda cabem recursos contra está última decisão da Justiça.





Fonte: Metrópoles

Comentários