Prefeitura de São Luís intensifica vistorias em ônibus do transporte urbano da capital


Com o objetivo de garantir a melhoria na oferta dos serviços de transporte prestados à população pelas empresas de transporte urbano que atuam na capital, a Prefeitura de São Luís intensificou as vistorias aos ônibus coletivos que circulam na capital. Somente nos últimos dias, foram vistoriados mais de 50 ônibus de linhas que operam nos bairros Liberdade, Vila Esperança, Bequimão, Santa Clara, entre outros. As ações estão sendo executadas pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT).

Nas fiscalizações, realizadas por equipes pela Superintendência de Transportes da SMTT, são verificadas as condições dos veículos e seus equipamentos, bem como o cumprimento das rotas, paradas programadas, horários, além de itens como pneus, extintores, higienização, funcionalidade dos elevadores e condições dos freios, entre outros aspectos relacionados à segurança da população. O trabalho de fiscalização tem caráter preventivo e corretivo, sendo realizado de forma periódica tanto nos pontos finais, como no pátio da secretaria. “Nosso principal objetivo é preservar a continuidade dos serviços de transportes ofertados à população, diminuindo as ocorrências causadas por irregularidades mecânicas ou alterações de rotas e horários sem autorização. Por essa razão, entendemos que seja indispensável a presença dos agentes em campo, realizando as verificações necessárias e buscando, junto às empresas, meios de agregar melhorias ao serviço prestado ao usuário do transporte público de São Luís”, afirmou o secretário da SMTT, Diego Baluz.



Para o líder comunitário do bairro Santa Clara, Sidnei Almeida, as solicitações que são feitas à SMTT, relativas à fiscalização de ônibus que atendem a região, sempre foram atendidas com prontidão. “A fiscalização realizada pela SMTT já resultou em melhorias significativas no transporte público do bairro. A exemplo da linha T061 – Santa Clara/João Paulo, que hoje mantém a regularidade no cumprimento dos horários das viagens e a devida higienização dos coletivos”, afirmou Sidnei Almeida.


Comentários