Pular para o conteúdo principal

Bomba explode no ônibus do Bahia antes de jogo contra o Sampaio


Jogadores se feriram durante ataque. (Foto: Reprodução)


O ônibus que conduzia a delegação do Bahia foi atacado na noite desta quinta-feira (24), quando chegava à Arena Fonte Nova, momentos antes da partida contra o Sampaio Corrêa, válido pela 1ª rodada da Copa do Nordeste. Uma bomba explodiu dentro do veículo, quebrou vidros de algumas janelas e deixou atletas feridos.

De acordo com o perfil oficial do Bahia Esporte Clube nas redes sociais, torcedores do próprio Tricolor baiano são suspeitos de cometerem o ato criminoso. Entre os feridos, o caso mais grave é do goleiro Danilo Fernandes, atingido por estilhaços no rosto. Ele já foi encaminhado a um hospital da região.

Artefato quebrou vidros de algumas janelas do ônibus do Bahia. (Foto: Reprodução)

Um carro que passava ao lado do ônibus do Bahia também acabou atingido na altura do último viaduto da Avenida Mário Leal Ferreira, mais conhecida como Avenida Bonocô. Uma mulher conduzia o veículo.

Carro foi atingido durante a explosão. (Foto: Reprodução/Bahia EC)

“Vai ter jogo”

Em entrevista ao Nordeste FC, o técnico Guto Ferreira deu detalhes do que aconteceu.

“Estilhaçaram os vidros, os estilhaços pagaram dois jogadores nossos, Danilo e Matheus Bahia. Matheus foi muito superficial. Danilo não foi nada de mais grave, mas esteve a um dedo de perder a visão. Cortou muito próximo do olho. Do tamanho da bomba, do estrondo da bomba, se uma das bombas entra no espaço que a outra provocou, com certeza causaria uma morte ali dentro. Ele está sendo atendido e medicado, mas já solicitamos a presença do terceiro goleiro para que a gente possa fazer o jogo”.

O treinador classificou o ato como uma “imbecilidade”, e garantiu que seus jogadores entrarão em campo contra o Sampaio Corrêa na partida marcada para as 21h30, pela Copa do Nordeste.

“Acho uma imbecilidade, as pessoas acham que esse tipo de coisa intimida o atleta e faz com que ele tenha rendimento. A gente precisa refletir, porque o buraco está muito mais embaixo. O buraco pode estar na nossa educação, naqueles que estão vendendo o tempo todo os maus profissionais que existem no Brasil. É sempre o treinador ruim, jogador ruim, problema de falta de desempenho. Os problemas não são resolvidos dessa maneira. O grupo, através da sua dignidade e profissionalismo, vai entrar em campo para honrar as cores do Bahia”.
Guto Ferreira, técnico do Bahia

Solidariedade

Clubes brasileiros como Vasco e Corinthians se solidarizaram com o Tricolor baiano através de publicações nas redes sociais.


Internautas classificaram o episódio como injustificável. “Não há nada que justifique uma ação dessas. Espero que não tenha sido ninguém que se diga torcedor, pq isso não é ação de torcedor e sim de criminoso. Espero que os que ficam incitando ódio ao clube e seus representantes que revejam seus conceitos. Lamentável!”, declarou uma torcedora.



Fonte: Oimparcial

Comentários