Conta de energia elétrica deve ficar mais barata em março

Conta de energia não sofrerá aumento em março. (Foto: Divulgação)


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que consumidores que recebem o benefício da Tarifa Social de Energia vão ter bandeira verde em março. Isso significa que a conta de luz deve sair mais barata para mais de 24 milhões de famílias.

Para o economista Roberto Piscitelli, a medida tem grande impacto nas famílias beneficiadas. “A gente sabe que esses custos de energia no Brasil são muito elevados e isso pesa significativamente no orçamento das famílias de modo geral. Então, é um número expressivo de famílias que será beneficiado”.
Tarifa Social

A Tarifa Social de Energia Elétrica é um desconto da conta de luz dado às famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único, ou que tenham entre seus membros alguém que seja beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O desconto varia entre 10% e 65% até o limite de consumo de 220 kWh. Os descontos são dados por faixa de consumo:

  • Até 30 kWh – 65% de desconto;
  • De 31 KWh a 100 KWh – 40% de desconto;
  • De 101 KWh e 220 KWh – 10% de descontos.

Como ter acesso à Tarifa Social de Energia


Segundo a Equatorial, concessionária que gerencia a comercialização e distribuição da energia no Maranhão, o processo é simples. Quem ainda não possui NIS – Número da Identificação Social, deve procurar o CRAS mais próximo para se cadastrar. Quem já tem o NIS atualizado deve buscar um dos canais de atendimento da Equatorial para solicitar adesão à Tarifa Social.

Canais de atendimento da Tarifa Social no Maranhão


  • WhatsApp (Assistente Virtual Clara) – (98) 2055-0116;
  • Site: www.equatorialenergia.com.br;
  • Central 116;
  • Postos de Atendimento presencial da Equatorial Maranhão e
  • APP Equatorial.
 

Escassez Hídrica


Os demais usuários vão continuar pagando a Bandeira de Escassez Hídrica, no valor de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos. Segundo o governo, o valor é necessário para cobrir os custos de energia, que ficaram mais caros por conta de um período de escassez hídrica no Brasil em 2021. A Bandeira Escassez Hídrica segue em vigor até abril de 2022.
Bandeiras

O sistema de bandeiras foi criado para sinalizar o custo real da energia gerada. O funcionamento é dividido por cores – verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2). Se a energia está na bandeira vermelha, por exemplo, estará custando mais caro.

A Bandeira de Escassez Hídrica foi criada em 2021 para cobrir os custos de geração, transmissão e distribuição de energia durante o período de seca, quando é preciso acionar as termelétricas.



Fonte: Brasil 61

Comentários