Menina de 12 anos suplicou antes de ser estuprada por amigo da família

Reprodução


Distrito Federal -  A Polícia Civil por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, prendeu, na segunda-feira (7/3), um homem acusado de estuprar uma menina de 12 anos. O crime ocorreu duas vezes, na casa onde o suspeito morava, em Taguatinga.

De acordo com as investigações, o autor se aproveitou da amizade com o pai da vítima – ambos trabalhavam juntos – para cometer o crime sexual. O estuprador teria convencido a menina a ir até sua casa e, dentro da residência, violentou-a por duas vezes durante a noite.

Em depoimento na delegacia, a menina contou ter implorado por diversas vezes para que o autor parasse de estuprá-la, mas não foi ouvida. Foram colhidos, ainda, indícios de que toda a ação foi gravada pelo abusador, via celular.

Após pedir a prisão e a busca e apreensão à Justiça, os policiais aguardaram o momento certo para abordar o suspeito. Ele foi preso na segunda-feira, no momento em que saía de casa, em uma motocicleta.

O suspeito foi encaminhado à DPCA para os procedimentos policiais de praxe e, após o exame de corpo de delito, foi levado para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE).




Fonte: Metrópoles

Comentários