PF prende proprietários de roças de maconha destruídas no interior do Maranhão


Duas pessoas foram presas pela Polícia Federal, na última sexta-feira (25), no município Turilândia, acusadas de serem as donas de plantações de maconha, encontradas em outubro de 2020, durante a Operação Fusarium V. Na ocasião, foram erradicados aproximadamente 85 mil pés de maconha, equivalentes a aproximadamente 28 toneladas de droga.

PF identifica e prende proprietários de roças de maconha no interior do Maranhão. (Foto: Divulgação/PF)

As roças foram encontradas em terras indígenas na região de Alto Turiaçu, Alto Rio Guamá e em Terras da União, nas proximidades dos municípios de Centro do Guilherme e Centro Novo, na região oeste do Maranhão. Em uma das roças erradicadas, foi presa em flagrante uma pessoa que estava no local cuidando da plantação.

Após localizar e destruir as plantações, a Polícia Federal investigou o caso e conseguiu identificar e localizar os proprietários das roças. Os acusados foram presos na última sexta, durante a operação Juquira, no município Turilândia.

A ação foi realizada pela Delegacia de Repressão a Drogas da Polícia Federal, que deu cumprimento a dois mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão em desfavor dos proprietários das roças de maconha.

Segundo a PF, os investigados responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação criminosa previstos nos artigos 33 e 35 da Lei nº 11.343/2006.

A operação foi denominada de Juquira em uma referência a vegetação de porte baixo ou mato que nasce, predominantemente, em áreas de plantio e pastos.


Fonte: Central de Notícias 

Comentários