Em vídeo, deputado bolsonarista saca arma e diz que aguarda para recepcionar Lula


O deputado federal Junio Amaral, do PL, mesmo partido de Jair Bolsonaro, publicou um vídeo em suas redes em que convida, ironicamente, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para uma visita enquanto saca e carrega uma arma de fogo. “Eu vou esperar vocês lá, tanto a sua turma, como você”, disse o deputado.

O convite é uma resposta a outro vídeo de Lula em um evento da CUT (Central Única dos Trabalhadores), quando ele afirmou que os manifestantes deveriam chamar a atenção dos parlamentares, visitando cada um deles. O deputado usa este trecho da gravação para dar sua resposta.

“Se a gente pegasse, mapeasse o endereço de cada deputado e fossem 50 pessoas para a casa desse deputado”, falou Lula no evento. “Não é para xingar, não, é para conversar com ele, conversar com a mulher dele, conversar com o filho dele, incomodar a tranquilidade dele”. Lula havia feito essa fala na segunda-feira (4).

Em resposta, o deputado, que afirmou morar em Contagem (MG), saca a arma ao afirmar que Lula seria muito bem vindo em sua casa. “Vá lá conversar com a minha esposa, a minha filha. Vocês serão muito bem-vindos. Até lá.”


“Se isso que o deputado federal Cabo Junio Amaral (PL-MG), da base de Jair Bolsonaro, não é uma ameaça a vida do presidente Lula, nada mais será”, escreveu o jornalista William De Luca. “Alguém aí sabe se ele foi preso? Ou vai ficar por isso mesmo?”, escreveu outra usuária.

À Revista Fórum, o deputado federal Rogério Correia (PT-MG) falou que Junio “não pode continuar com essa atuação beligerante”, afirmando que ele será punido.

Em 2018, houve um embate entre Rogério Correia e Junio Amaral durante a cerimônia de diplomação de deputados de Minas Gerais. O deputado do PL tentou arrancar e rasgar um cartaz de “Lula Livre” que o petista carregava.

“Na Câmara ele estava até mais calminho. Talvez depois da diplomação [quando tentou rasgar o cartaz de Correia] ele viu que que não basta apenas fazer ameaça, partir para a violência, que isso não é fazer política. Agora, parece que ele teve uma recaída”, declarou o deputado do PT à Fórum.


Fonte: Mídia Ninja

Comentários