Mais de 200 trabalhadores que atuam na limpeza de hospitais municipais de São Luís estão de braços cruzados

 

Mais uma vez, funcionários que atuam no setor de limpeza dos Hospitais Socorrão 2, da Mulher e da Criança, além  das unidades mistas, estão de braços cruzados, por falta de pagamento.

Os salários que deveriam ter sido pagos no início deste mês, até o momento não foram depositados nas contas dos funcionários e de acordo com o Sindicato de Asseio e Conservação, ainda não existe nenhuma previsão para que os pagamentos sejam efetuados.

Se levarmos em consideração somente os funcionários que atuam no setor de limpeza do Socorrão 2 e dos hospitais da Mulher e da Criança, são aproximadamente, 200 trabalhadores que seguem com as atividades paralisadas desde a última sexta-feira (15).

O Presidente do Sindicato de Asseio e Conservação, Maxwell Bezerra, afirma que a empresa Maxtec não recebe há cerca de cinco meses, por parte da Prefeitura de São Luís, o repasse dos recursos que seriam utilizados, inclusive, para manter em dia, os salários de todos esses funcionários, que são terceirizados.

OBS: O Presidente do Sindicato de Asseio e Conservação, Maxwell Bezerra, permanecerá durante toda a manhã desta segunda-feira (18), no hospital Socorrão 2, a disposição para prestar todas as informações relativas a essa greve.


Ascom Sind. Asseio e Conservação - SL

Comentários