Prefeito Eduardo Braide entrega mais 14 apartamentos de interesse social no Centro Histórico


“Quando entrei no casarão para vistoriar os apartamentos, encontrei com dona Isabel, que me disse da felicidade que é receber a moradia própria em um casarão do nosso Centro Histórico”. Foi com estas palavras que o prefeito Eduardo Braide realizou a entrega de mais 14 apartamentos de interesse social no Centro Histórico de São Luís, na manhã desta quarta-feira (20). A partir de hoje, as 14 famílias beneficiadas passarão a residir em um casarão que foi totalmente restaurado e requalificado na Rua da Palma para receber com dignidade quem até pouco tempo morava em condições precárias.

A entrega das 14 unidades habitacionais integra a política de combate ao déficit habitacional da gestão Eduardo Braide e, também, do programa ‘Vem pro Centro’. As intervenções que fizeram do casarão nº 195/205, localizado na Rua da Palma, e que estava em ruínas, são fruto de investimento de, aproximadamente, R$ 4 milhões da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), das secretarias municipais de Urbanismo e Habitação (Semurh), Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais (Semispe), Obras e Serviços Públicos (Semosp), Administração (Semad), e mais de R$ 2 milhões em parceria com o Governo Federal, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).


“O nosso Centro Histórico está ficando cada vez mais humano com a vinda de todas estas famílias para este casarão aqui na Rua da Palma. Há poucos dias, fizemos a entrega de habitações de interesse social em um casarão da Rua do Giz, que também foi todo restaurado para receber com dignidade às famílias. Estamos trazendo vida para esta região, que é admirada em todo o mundo. Esta é uma ação da Prefeitura de São Luís em parceria com o Governo Federal onde, somente o Município de São Luís, investiu R$ 4 milhões e juntos estamos entregando esta obra tão importante. Tenho certeza que todas as famílias beneficiadas serão muito felizes aqui”, destacou o prefeito Eduardo Braide.


A solenidade de entrega dos 14 apartamentos de interesse social na Rua da Palma contou com a presença da vice-prefeita de São Luís, Esmênia Miranda; do ministro de Estado do Turismo, Carlos Brito; da presidente nacional do Iphan, Larissa Peixoto; do secretário Nacional de Infraestrutura Turística, Luís Vannucci; do senador Roberto Rocha (PTB); dos deputados federais Josivaldo JP (PSD); Juscelino Filho (DEM); e Edilázio Júnior (PSD); do superintendente do Iphan no Maranhão Maurício Itapary; da presidente da Fumph, Kátia Bogéa; dos secretários municipais de Urbanismo e Habitação, Bruno Costa; Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais, Verônica P. Pires; Obras e Serviços Públicos, David Col Debella; do Turismo, Saulo Costa; de Meio Ambiente, Karla Lima; Agricultura, Pesca e Abastecimento, Liviomar Macatrão; Criança e Assistência Social, Rosângela Bertoldo; da Fazenda, José Azzolini; da Pessoa com Deficiência, Carlivan Braga; a presidente do Instituto de Previdência e Assistência do Município (Ipam), Nádia Quinzeiro; o reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Natalino Salgado; e o presidente Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA), Fábio Nahuz.

“Hoje é um dia histórico para cada um dos cidadãos que está tendo a oportunidade de ter a sua casa própria. Esta é mais uma obra importante entregue no Brasil pelo Governo Federal, que tem o compromisso de contribuir com o desenvolvimento das nossas cidades e a melhoria da vida da população brasileira. Talvez, sem a ação conjunta do Governo Federal e da Prefeitura de São Luís, isso não fosse possível ou demorasse um pouco mais, por isso, São Luís pode continuar contando com o nosso apoio em todos os seus projetos”, ressaltou o ministro Carlos Brito.

Após a entrega das moradias, o prefeito Eduardo Braide e o ministro Carlos Brito, acompanhados de todos os presentes, vistoriaram as unidades habitacionais. Em seguida, caminharam até o casarão nº 445, na Rua do Giz, onde no dia 8 deste mês foram entregues oito apartamentos de interesse social para famílias em situação de vulnerabilidade.

A entrega das moradias contribui ainda para a preservação do Centro Histórico de São Luís. “Hoje não estamos apenas garantindo moradias dignas para as famílias que vão morar neste casarão. Estamos também devolvendo para toda São Luís parte do seu patrimônio histórico com a reforma completa deste imóvel. A Prefeitura de São Luís pode contar sempre com a parceria do Iphan para manter este acervo, que é um dos mais lindos do mundo, preservado e recebendo os usos adequados”, afirmou a presidente Nacional do Iphan, Larissa Peixoto.
 
Sonho da moradia própria
 

O casarão nº 195/205, da Rua da Palma, passou por uma série de melhorias para garantir bem estar e qualidade de vida aos novos moradores, como Euzemar Pereira, que morava em um casarão que foi ocupado por diversas famílias que não tinham onde morar. “Ter onde morar é o sonho de toda família. A gente se sente mais seguro, mais respeitado como cidadão, quando temos uma moradia digna. Hoje eu estou realizando este sonho”, disse a dona de casa.

Quem também está muito feliz com a nova moradia é Gilberto Moraes. “A gente poder oferecer uma moradia digna para a nossa família é o objetivo de todo pai e toda mãe. Hoje é um dia de muita felicidade para a gente, pois agora vamos ter um local confortável para chamar de nosso”, comemorou.

Os 14 apartamentos têm sala, dois quartos, banheiro, cozinha com área de serviço. O casarão foi totalmente requalificado, tendo a sua estrutura física recuperada, mantendo suas características arquitetônicas originais. Os espaços foram adaptados para o novo uso nas unidades habitacionais e nas áreas de uso condominial. Um diferencial deste casarão é que dois dos apartamentos foram reservados para pessoas com deficiência e outros dois para pessoas idosas.


Combate ao déficit habitacional

Ao todo, a gestão do prefeito Eduardo Braide já realizou a entrega de 22 unidades habitacionais de interesse social no Centro Histórico de São Luís. A ação integra a política de combate ao déficit habitacional e faz parte do programa ‘Vem pro Centro’. Além de oferecer moradias dignas à população, o programa visa ocupar e movimentar o Centro Histórico, assim como um conjunto de investimentos que vêm sendo aplicados na região para preservar o acervo arquitetônico e potencializar o turismo da capital.

“Essa foi a segunda entrega de habitações de interesse social da nossa gestão e é resultado de um trabalho intenso para garantir um direito básico de todo cidadão, que é o acesso à moradia digna. O combate ao déficit habitacional de São Luís é um compromisso do prefeito Eduardo Braide que seguiremos empenhados a cumprir e melhorar, cada vez mais, a vida da nossa população, afirmou Bruno Costa.

A Semispe executará, ainda, um trabalho técnico social para atender as famílias que foram contempladas com as moradias. O objetivo é promover a participação social, a melhoria das condições de vida, efetivação dos direitos sociais dos beneficiários, a convivência condominial harmoniosa, educação patrimonial e ambiental, desenvolvimento socioeconômico, entre outros.

Preservação do patrimônio

A presidente da Fumph, Kátia Bogéa, informou que a ampliação do número de moradores vai tornar o Centro Histórico mais sustentável. “Trazer moradores para o Centro Histórico vai contribuir para que esta região fique cada vez mais sustentável, pois com a ampliação do uso habitacional da área naturalmente chegarão os pequenos serviços com a abertura de padarias, farmácias, pequenos mercados como ocorre em qualquer área habitacional. Esta é a melhor forma de preservar um patrimônio como o de São Luís, trazendo um mix de usos como o institucional, o comercial, o habitacional e outros”, disse.

Entre as demais ações da gestão do prefeito Eduardo Braide para a preservação do Centro Histórico, estão a requalificação da fachada do Mercado das Tulhas, que foi toda recuperada por meio de um programa que garante capacitação profissional para jovens de São Luís que aprendem técnicas de restauração de prédios históricos, o Canteiro Escola. Por meio do programa Centro Acessível, o Centro Histórico de São Luís está sendo preparado para ser frequentado por pessoas com deficiência.

Também está em execução a reforma emergencial do imóvel de nº 107, localizado na escadaria da Rua Humberto de Campos. No aniversário da cidade, em 2021, foi entregue a requalificação das fachadas dos casarões da Rua do Giz e a requalificação da Fonte do Ribeirão.

Reforma da Igreja Nossa Senhora do Carmo

Nesta manhã, também foi assinado o termo de parceria entre o Iphan e a empresa Porto São Luís para a restauração da fachada da Igreja Nossa Senhora do Carmo. A construção do século XVII é um dos templos católicos mais importantes e tradicionais de São Luís. O conjunto formado pela igreja e o Convento Nossa Senhora do Carmo, faz parte do sítio tombado pelo Iphan desde 1955.



Comentários