Prefeitura promove ação social e de saúde para venezuelanos residentes em São Luís


Foto: @Divulgação

A Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias municipais da Criança e Assistência Social (Semcas) e Saúde (Semus), promoveu, na quarta-feira (11), na sede da Semcas (Turu), uma ação social e de saúde voltada para migrantes refugiados venezuelanos residentes em São Luís, parte deles da etnia Warao. A ação, que atendeu 27 famílias em situação de vulnerabilidade, integra as políticas de assistência implementadas pela gestão do prefeito Eduardo Braide.

Entre as ações ofertadas, destaque para a atualização cadastral voltada para programas assistenciais como CadÚnico, Cartão Nacional de Saúde e Cartão Refugio, além de oferta de serviços de saúde, a exemplo da aferição de pressão arterial e glicemia, consultas com clínico geral, vacinação infantil e adulto, testes para sífilis, HIV, Covid e hepatites B e C.
 
Foto: @Divulgação

No final do dia foram contabilizados 514 atendimentos nos serviços de saúde e 58 entre agendamento no site da Polícia Federal (PF) para atualização anual ou aquisição do Documento Provisório de Registro Nacional Migratório (DPRNM) e no Cadastro Único (CadÚnico) e Cadastro Nacional de Saúde.

“Nós estávamos fazendo o acompanhamento de um núcleo familiar desde o início da gestão. Recentemente, mais outros dois núcleos nos procuram, alguns deles recém-chegados na cidade. Ao longo desse período temos realizado diversas articulações entre as demais políticas públicas para atendimento desse público. A ação conjunta de hoje foi uma forma de antecipar e agilizar alguns atendimentos”, explicou o superintendente interino de Articulação Institucional da Semcas, Oni Fadaka.

Arnoldo Marrero, 42, engenheiro civil, foi um dos beneficiados com ação. Ele está na cidade há cerca de dois anos e, como possui formação profissional, conseguiu uma vaga de trabalho. Mas, em função do adoecimento da esposa, pediu demissão e, nos últimos meses, conta com o apoio do poder público.

“Hoje foi muito bom. São importantes ações como essas. Eu sou grato. Com a melhora da minha esposa, hoje procuro um novo espaço no mercado de trabalho e para deixar essa minha vaga para outra família”, disse Arnoldo.



Comentários