Semana de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é realizada no MA


O Maio Laranja é o mês para conscientizar a população sobre o abuso sexual na infância e na adolescência. Com o objetivo de mostrar para a população a importância de debater o assunto, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) irá realizar, no período de 16 a 20 de maio, a Semana de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

As ações serão coordenadas pela Superintendência de Qualificação Profissional da Setur, por meio do Programa Mais Infância Mais Turismo, tendo como público alvo os estudantes do nível fundamental e médio, com idades entre 07 e 17 anos.

Durante a Semana, a Setur irá realizar várias ações de orientação a crianças e adolescentes a respeito de eventuais situações de ameaça ou de violação de direitos; promoção de campanhas de incentivo a denúncias em casos de exploração sexual, e ainda, sensibilização em eventos com grande fluxo de turistas e comunidade local.

Nesta segunda-feira (16), às 15h, técnicos da Superintendência de Qualificação iniciam a semana realizando palestra educativa sobre o tema na unidade do Maracanã do Instituto Federal do Maranhão (IFMA).

Na terça-feira (17), às 14h30, será a vez da Escola Patronato, localizada em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís, receber ações e palestra sobre a conscientização e combate à exploração sexual infantil.

Na quarta-feira (18), alunos da Escola Rosário Nina, no Bairro de Fátima, irão assistir à palestra no período da manhã e da tarde, 8h e 14h, respectivamente. Também na quarta-feira, às 10h, será realizada palestra de sensibilização, no Cursinho Pré-Vestibular, em São José de Ribamar.

O ciclo de palestras encerra na quinta-feira (19) com debate na Escola Municipal Alto do Turu, localizado no bairro de mesmo, a partir das 14h30.

O fechamento das ações da Semana será com a realização da blitz “Mais Infância Mais Turismo”, no Espigão Costeiro, na Ponta d’Areia, na capital. Durante a atividade serão distribuídos folders informativos nos estabelecimentos e haverá diálogo com turistas e visitantes do local sobre a importância do fortalecimento do combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. Também serão entregues materiais informativos como cartazes e adesivos com a divulgação de números de telefone para denúncias.


Fonte:G1MA


Comentários