SMTT implanta barreira eletrônica em trecho da Avenida dos Holandeses


Com o objetivo de garantir mais segurança no trânsito em trecho da Avenida dos Holandeses, na altura da rotatória do Calhau, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), iniciou a fase de adaptação de duas barreiras eletrônicas naquela via. Para o secretário da SMTT, Diego Baluz, a implantação das barreiras eletrônicas se constituem numa importante medida de valorização à vida tomada pela gestão do prefeito Eduardo Braide, uma vez que concilia disciplina, fluidez e segurança para todos as pessoas que trafegam no local.

“Nossas estatísticas mostram que esse cruzamento de via consta como um dos locais com maior número de acidentes, causados por imprudência e excesso de velocidade. Com a implantação dos equipamentos, a Prefeitura pretende mudar essa realidade, ofertando mais segurança a quem trafega pela avenida”, explicou Diego Baluz.


O equipamento contempla os dois sentidos da avenida com o objetivo de reduzir o excesso de velocidade praticado pelos condutores e, dessa forma, diminuir o número de acidentes na área. Embora o equipamento esteja instalado em uma via de velocidade de 60 km/h em sua extensão, o trecho próximo à barreira eletrônica terá velocidade reduzida obrigatória de 50 km/h.

O local passou por sinalização vertical complementar em função da mudança e o equipamento será aferido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Embora seja caracterizada como uma rodovia estadual, a Avenida dos Holandeses fica situada no perímetro urbano na capital, destacando-se a rotatória do Calhau como um dos pontos de grande fluxo de veículos. O cruzamento também concentra o tráfego das avenidas Luís Eduardo Magalhães e Avicênia, bem como de uma grande área comercial onde se situa um shopping da capital.

Equipamento


A tecnologia desse tipo de sinalização eletrônica é utilizada pelos órgãos oficiais para aferir a velocidade dos veículos com o objetivo de evitar os excessos nas ruas, avenidas e nas estradas do país. Quem regulamenta a utilização é o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), através da resolução 396/11.

A averiguação é realizada anualmente e tem como finalidade certificar a regularidade funcional dos equipamentos (radares, barreira eletrônica e monitoramento de faixa exclusiva ônibus e de sinal sobre a faixa), garantindo que estejam em conformidade com as determinações estabelecidas pelo instituto.




Comentários